HISTÓRIA DAS RADIAÇÕES – HISTÓRIA DO ULTRASSOM

Posted on Posted in Sem categoria
Compartilhe!

HISTÓRIA DO ULTRASSOM

O EFEITO DOPPLER FIZEAU / ULTRA-SONOGRAFIA (JOHANN CHRISTIAN ANDREAS DOPPLER)

Em 1842, Johann Christian Andreas Doppler, matemático austríaco, publicou a obra intitulada “Uber das farbige Licht der Doppelsterne” (Sobre as Cores da Luz das Estrelas Duplas), descrevendo a variação da cor da luz das estrelas segundo seu movimento de aproximação ou afastamento do observador.

A descoberta passou a ser conhecida como “efeito Doppler”, que é válido tanto para a luz como para o som.

Em 1848, trabalhando independentemente o físico francês Armand Hippolyte Louis Fizeau, descreveu o mesmo fenômeno ao utilizar raias de Fraunhofer como linhas de referência para determinar os deslocamentos das estrelas na direção da Terra, usando esse fato para medir suas velocidades radiais.

A partir daí o fenômeno passou a ter o nome de “efeito Doppler-Fizeau”.

O efeito Doppler também ocorre com o som e coube a Cristoph Hendrik Diederik Buys Ballot, um meteorologista holandês, demonstrá-lo em 1845.

Nesse ano, ele realizou uma experiência em um trem na linha Ultrech-Amsterdam cujo desenrolar teve duas versões.

Na primeira, vários corneteiros ocupavam um vagão aberto em um trem puxado por uma locomotiva que percorria diversas vezes o mesmo trajeto em diferentes velocidades, enquanto os corneteiros emitiam uma nota diferente cada vez que passavam pela estação.

Simultaneamente, na plataforma da estação, vários músicos de ouvidos apurados registravam as notas que conseguiam ouvir.

A outra versão diz que foram usados dois conjuntos de corneteiros, um parado na estação e o outro na plataforma do trem em movimento.

Os dois conjuntos emitiam a mesma nota musical quando o trem passava na estação e a frequência dos sons emitidos não coincidia.

 

▶ PRIMEIRO aparelho  de ultra-som. :

✔ Na primeira imagem o paciente está fazendo ultrassonografia abdominal.
✔ A segunda imagem, o pescoço e a cabeça.
✔ O terceiro é uma imagem antecipada.

Fonte: http://joaoeduirion.blogspot.com/2014/03/historia-das-radiacoes-historia-do.html?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *